Skip to content

Com cerca de 100 mil iPads no Brasil, nova onda de jornais lançam seus apps

fevereiro 10, 2011

.

A Folha divulgou na semana passada uma estimativa feita pelo IDC, que cerca de 100 mil iPads já estão em uso no Brasil. Pois bem, em um país em que a circulação do maior jornal é cerca de 300 mil e os jornais econômicos estão por volta de 50 mil, o marco de 100 mil iPads coloca uma pressão estratégica extra para que os players se posicionem frente aos tablets do Stteve Jobs.

Nas últimas semanas, uma série de jornais como o Estado de Minas, Zero Hora, Correio Braziliense, Brasil Econômico (foto acima) vieram se juntar ao Estadão, O Globo e Folha, oferecendo suas versões para o iPad. Na semana que vem, dia 17, a Gazeta do Povo do Paraná deve se juntar ao time, segundo nos informou a assessoria de imprensa (foto abaixo). Surpresa para mim tem sido o Jornal Valor Econômico, ainda não ter se posicionado no iPad, pois com uma circulação de cerca de 50 mil exemplares, claramente está perdendo uma oportunidade de no mínimo expandir geograficamente, ou mesmo de defender sua base de clientes.

Por enquanto, todos os apps estão disponíveis gratuitamente na App Store da Apple e bem como o acesso às versões impressas dos diários. No entanto, Estado, Folha e O Globo já divulgaram que iniciarão a cobrar pelas ediçoes ou assinaturas ainda neste trimestre.

A cobrança de assinaturas deverá ser uma das novidades na próxima atualização do iOS, que deve acontecer nas próximas semanas e o braço de ferro entre Apple e os jornais deve continuar, visto que a princípio a Apple comunicou que obrigará que os jornais ofereçam assinaturas pela App Store, ainda que tenham um canal alternativo de cobrança de assinaturas.

De qualquer forma, ainda que todos os principais jornais do país estejam rapidamente colocando suas marcas e conteúdos no iPad, ainda não estão claras as estratégias e modelos de negócios que estão por trás dessa corrida pelos apps. Uma coisa parece ser consenso, os jornais não querem cometer o mesmo erro da era da internet em que acostumaram os usuários a não querer pagar pelo conteúdo, enquanto o modelo de negócios de publicidade na internet demorou para decolar. Resta saber se os jornais usarão bem esse momento da chegada dos tablets para reestabelecer o valor de seu conteúdo digital. E esse jogo só está começando …

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: